Estudos junto com yogues

É uma questão incrível para quem trabalha com multilinguismo, multiculturalismo e interculturalidade pensar que Yoga está tão difundido hoje no Brasil, embora não haja escolas de ensino de sânscrito, nem cursos de filosofia indiana, ou mesmo cursos de filosofia oriental nas nossas universidades.

Para conversar sobre isso com os logues, montei um semestre de leitura junto do grupo de estudos Yoga na Unicamp.

Será que nós inventamos o oriente também?  Ler textos sobre a India, e a filosofia do Yoga, que foram resultado da dominação inglesa, e de uma leitura européia da Índia é uma boa ideia? Há possibilidade de uma crítica pós-colonial de mão dupla, entre Brasil e Índia? Qual o lugar da filosofia do Yoga, do Sankhya, qual o lugar do estudo dos Upanishads em nosso aprendizado no Brasil? A teoria de sistemas complexos tem algo a ver com Yoga? Quem são nossos interlocutores no aprendizado do Yoga?

Veja aqui os textos que escolhi para lermos juntos:

<https://pt.wikiversity.org/wiki/Yoga_na_UNICAMP#Grupo_de_Estudos_Yoga_na_Unicamp_-_programa_1_semestre_de_2019>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *